Saltar para o conteúdo

São 11 contra 11 e nem sempre ganha a Alemanha

Junho 22, 2018

Image result for mexico's victory over the german

A vitória do México contra Alemanha no primeiro jogo do grupo c do mundial deu-me uma grande satisfação. Para já tirou aquele sorriso arrogante da cara do Muller, o que por si só já é uma grande conquista. E depois assistimos a uma equipa rápida e matreira a atacar a Alemanha onde lhe dói mais: antecipando os passes dos seus meio-campistas e cortando-lhes o fio de jogo em contra-ataques (quase) mortíferos.

Mas este mundial tem sido parco em golos. E isto explica-se porque as equipas se colocam sistematicamente à defesa. O jogo da Alemanha com o México foi disso exemplo. Depois de marcado o golo, o México recuou linhas e formou um bloco intransponível à entrada da sua grande área. A segunda parte só deu Alemanha, com apenas algumas saídas em contragolpe por parte dos atacantes do México; mas no geral foi a Alemanha a carregar. O mesmo se passou com o exasperante jogo Argentina-Islândia. Os vickings guardaram a sua grande área com o zelo de guerreiros recebidos no valahala e raramente saíam de lá. O que acontece neste caso é que o jogo fica parado na circulação de bola (parece contraditório) e nas sequenciais tentativas de incursão junto à área do rival. Há uma regra no basquete que não permite este estado de coisas – a penalização por tempo sem atacar. Se não se ataca, sofre-se uma punição.

As equipas que baixam linhas após marcarem o tento e se confinam à defesa deviam ser punidas; o mesmo para equipas que apenas põem em prática estratégias defensivas sem praticamente qualquer construção. O mais recente jogo do Brasil contra a Costa Rica é o exemplo perfeito de como a estratégia ultra-defensiva pode macular o futebol. A segunda parte do jogo só deu Brasil; e tudo se encaminhava para um novo empate dos canarinhos. A Costa Rica não jogou futebol; limitou-se a fazer antijogo ensaiando umas surtidas rápidas cada vez mais raras há medida que o jogo se aproximava do fim. Mas eis que o golo brasileiro chega já em período de descontos. E o que é acontece? Magia. Os últimos quatro minutos do desconto mostraram os brasileiros soltos e sem a pressão do resultado e foi um show de bola. O Brasil mostrou, em quatro minutos, porque os seus jogadores são os melhores do mundo. Porém, fomos privados dessa magia durante 90 minutos de jogo porque a Costa Rica não quis dividir o jogo, apenas colocando-se obstinadamente à defesa. O mesmo com a Islândia que contra a Nigéria repetiu a fórmula. Uma equipa carrega carrega, a outra limita-se a cortar as suas jogadas. O futebol não pode ficar reduzido a isto.

Em tempos, nos primórdios da constituição das equipas de futebol, a canelada não apenas era permitida como era sinónimo de jogo viril. A regra da proibição surge em virtude das imensas lesões e porque o futebol se tornara cada vez mais tecnicista, enveredando pelo drible ao invés da força bruta.

As regras do futebol foram mudando. Por exemplo, o fora de jogo, inexistente outrora, sofreu várias modificações até chegar à fórmula actual. Assim, não me pareceria estranho que algo acontecesse depois deste mundial a respeito das regras do jogo. É que ele prova que equipas houve que foram apuradas só pelo facto de se entrincheirarem nas suas defesas e apostarem em contra-ataques rápidos. É pouco. É desesperante ver uma equipa a jogar contra a Islândia. Não há futebol ali. Estas equipas que não assumem qualquer risco deviam ser penalizadas.

A verdade é que se este estado de coisas continua estamos condenados a guardar toda a energia celebratória para o único golo que, com sorte, surgirá no jogo.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: