Skip to content

Tirem-me os três!

Novembro 3, 2008

É que…fui assistir “aos três” confrontam Francisco Louçã. Os três sempre foi ou número cabalístico ou vernáculo para assustar virgens. Este trio surpreendeu. E fê-lo, primeiro, porque ficou reduzido a um duo: o Mexia baldou-se. Depois, porque como na Sagrada Família, esse mesmo desaparecido Mexia, reencarnou na Fernanda Câncio (que tem um corpo que nem nosso senhor Jesus cristo se atrevia a imaginar) e pelo milagre da transubstanciação colocou as suas palavras na boca da dita…a Fernanda. Portanto, foi, mais coisa menos coisa, uma santíssima trindade que não ficou a dever nada, mas mesmo nada, à primeira, a que ficou na história, quer da cabala quer da fé humana.

E nestas coisas de fé, até lá estava o espírito santo…as três pessoas numa só, portanto. Que pareciam quatro, dada a sede de protagonismo de Rui Tavares que incomodou, palavreou, interrompeu, e quis denodadamente mostrar ao público que lá por se encontrar no canto da mesa não ficava nada a sua inteligência a dever ao homem que ocupava o centro da mesma: Francisco Louçã. Et tu Judas?

Não bastava a voz de Rui Tavares, no seu timbre de barítono, tentar sobrepor-se teimosamente aos raciocínios flamejantes de Louçã, ainda fomos brindados com a acefalia das perguntas do espírito santo, aka, Pedro Mexia, que, por ventriloquismo – mais difícil ainda que o milagre da transubstanciação -, foi esforçadamente recriado por Fernanda Câncio. Perguntas como “se Obama fosse português de que partido seria?” e coisas deste teor. Desgraçadamente, não sei se foi Mexia que desceu em Câncio, se foi por afinidade política quasi genética, os comentários que Fernanda Câncio foi aduzindo quando não adendando às já de si brilhantes perguntas de Mexia primaram pelo mergulho completo na ainda mais vincada acefalia (mas que sorriso lindo que ela tem…!). Por exemplo, surpreender em FCâncio uma provocação sobre a malfadada descolonização, dá que pensar se as três pessoas numa só não se teriam reduzido a duas a uma só voz-pensamento-intenção: Mexia e Câncio os gémeos siameses. E lá andou a aprofundar a questão e porque a descolonização tinha sido extemporânea, e porque mal planeada…e Louçã, com paciência de mestre escola, lá foi explicando que, há época, não tinhamos grande escolha. Mas Fernanda insistia: pois, mas viemos de lá ingloriamente, ou seja não defendemos o império até à última gota de sangue; nem combatemos nas praias, nem no mar, e etc, etc. Axioma: desconfia sempre de um retornado de esquerda. Tal como o bissexual há sempre uma tendência que se impõe…ferozmente.

De resto, Louçã teve igual a ele próprio, ou seja, cativante e inteligente. Antes de pensarem que estou por ele apaixonado, é preciso sublinhar que sempre achei os dotes retóricos de Louçã difíceis de irmanar no panorama político nacional. E se por paixão se entender esse amor insubstancial pela forma artística de que falava Simmel ou Schopenhauer, então sim, confesso-me apaixonado (socorro, estou apaixonado!…)

Haverá algo pior para uma paixão do que um émulo medíocre a tentar ser ouvido, a chamar a atenção exasperantemente? Não há. Esse foi o terceiro, o Rui Tavares, que bem podia ocupar o lugar de primeiro de tanto que falou. Existem regras elementares numa entrevista. E a mais elementar de todas é não demorar mais tempo a perguntar do que aquilo que o entrevistado demora a responder (até pode ser consultado nos gatos fedorentos).

E com isto lá se entrou pela meia-noite. Pensamentos toldados pelo sono, a voz de Rui Tavares a ressoar como o matraquear numa aldraba de porta rústica, a estender-se, a levar-se, a untar-se. E o Louçã – pobre homem -; paciência de santo, a responder didacticamente que não, que não pensava fazer uma coligação com o PS.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: